Notícias

Análise e tendência do esporte universitário

Atualizado: Abr 19

A gerência de esportes da Suprema JF/TR, através do professor Dirceu Ribeiro, realizou na quinta-feira 18/02/2020, através do Instagram da Suprema (@eusousuprema), uma LIVEcom o presidente da CBDU (Confederação Brasileira de Desporto Universitário), Luciano Cabral, com o objetivo de discutir sobre o esporte universitário no cenário atual e pós pandemia.

Vários assuntos foram abordados durante a LIVE (segue abaixo a pauta do evento).


A gerência de esportes da Suprema JF/TR agradece ao professor Luciano Cabral, presidente da CBDU pela brilhante participação no evento, e que com certeza contribui muito para a reflexão sobre o atual momento do esporte universitário.


Pauta Covid-19

1- Introdução apresentação Luciano e CBDU;

2- Completaremos em março um ano sem eventos. Como que a CBDU enxerga esse período?

3- Quais foram as ações durante a pandemia? Qual o foco do trabalho?

4- Como fica o calendário sobre retomada de eventos para a temporada 2021? Quando voltaremos a ter competições, virtuais e físicas? E as competições e seletivas internacionais?


Pauta 2021

1- Quais os três pontos principais do planejamento da CBDU em 2021?

2- Falando sobre atlética. Na Suprema temos cinco atléticas, em Juiz de Fora mais de 16 em funcionamento. Como a CBDU vê o desenvolvimento desse braço do desporto universitário?

3- O planejamento inicial da CBDU é em 2021 termos a primeira edição do Jubs Atléticas. A proposta continua de pé?

3- Como ele irá funcionar? O que pode adiantar para nós?

4- E Juiz de Fora, pode sonhar em ser sede do evento?

5- O futuro do desporto universitário está nas Atléticas?

6- Se pudesse dar 3 dicas para as atléticas conseguirem crescer e se fortalecerem, quais seriam?


Pauta Diversos

1- Juiz de Fora tem uma história muito forte e longa com o desporto universitário. No passado recente, os eventos realizados em Juiz de Fora tiveram destaque nacional, como por exemplo, o primeiro relato de uma atleta trans no esporte universitário, que gerou uma repercussão nacional. Recentemente a CBDU criou a Comissão de Estudos para participação desses atletas nos eventos universitários brasileiros. Como será o trabalho dessa comissão?

2- Outro programa que não podemos deixar de lado é o FISU Healthy Campus, um programa com o selo da Unesco que visa impactar de maneira positiva o estilo de vida e o bem-estar de estudantes universitários ao redor de todo o mundo, e que a Suprema tem em seu radar para implementar em Juiz de Fora. Como você acha que ele poderá colaborar com o desporto universitário?

3- Falando ainda da nossa cidade, que, apesar de respirar esporte universitário, enfrenta desafios no que diz respeito ao seu desenvolvimento, baseado na sua experiência como presidente e ex-atleta, como você acha que deve ser a atuação das atléticas, IES e atletas para desenvolver ainda mais o desporto universitário?

4- De que formas a CBDU pretende alcançar mais diretamente as instituições de ensino superior, visto que em alguns momentos acontece um gap entre faculdades e federações estaduais?









17 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

1/2
b2.jpg
b3.jpg
b4.jpg